Colônia Santa Isabel Betim | Reprodução Street View

A Prefeitura de Betim recebeu representantes da Ong Dahw, da cidade de Wurzburger, na Alemanha. O encontro ocorreu no prédio que vai abrigar o Museu Luiz Verganin, na Colônia Santa Isabel. Representantes da Secretaria Municipal de Governo (Segov) e da comitiva alemã se reuniram para fecharem um importante acordo para a cultura em Betim. Dentre as propostas, está o incentivo às atividades que valorizam a cultura local e a história da hanseníase, em Betim, no Brasil e no mundo.

A ONG Dalw, especializada em hanseníase, assumiu o compromisso de coordenar as atividades internas do museu e, também, contribuir com a captação de recursos para o espaço. Representantes da comunidade e de entidades como o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) farão parte dos trabalhos desenvolvidos no museu da Colônia, como incentivadores e contribuirão com as atividades que serão desenvolvidas.

O secretário de Governo, e procurador-geral do município, Bruno Cypriano, reforçou que a parceria será importante para a preservação da memória do local. “Outro benefício é que com o auxílio da ONG Dalw, o Museu Luiz Verganin se tornará uma dos maiores da América Latina, tratando-se de referência em hanseníase. Outro ponto importante é que teremos parte da história de Betim sendo reconhecida em nível internacional”, revela.

Publicidade

Ainda não há previsão do início do funcionamento do museu.

Durante o encontro, um protocolo de intenções e um documento oficial que faz de Betim cidade-irmã de Wurzburger ainda foram assinados.

 

Informações via Prefeitura Municipal

Avalie este post/evento

Publicidade